Honey Milk » Textos
26 nov 2009
Por Cris às 12:37
Humor, Textos, Todos

Era uma vez… Brincadeira gente não é assim que começa não!!!! No feriado do Dia Nacional da Consciência Negra eu e o love tivemos a ‘brilhante’ ideia de ir para um lugar bem calmo para relaxar: o shopping. É obveeeo que aquilo lá estava insuportável, gente até o teto, muita falação e filas, muitas filas. Para vcs terem uma ideia o Dr. Junior resolveu comer no McDonalds e depois de 1 hora de fila ele conseguiu o seu mísero lanchinho. Mas depois de uma micro comprinha feita por mim, sorvete de bolinha (nunca pode faltar) e da jantinha, lá fomos nós 2 embora.

Como sempre pegamos uma lotação (aquelas vans, tipo perua) até pq como os motoristas dirigem que nem loucos elas são mais rápidas, mas daí que o tiro foi pela culatra. Antes mesmo de dar toda a volta no shopping na 2ª entrada o ‘espertomen’ que dirigia deu uma freiada tão brusca que todo mundo voou e eu naquele último banco que dá para o corredor cacetei meu joelho no encosto da frente. Resultado: 7 dias depois e meu joelho continua esfolado, sem contar o hematoma que já foi verde, roxo e agora está mais para preto mesmo.

Já ontem, a ‘pataquada’ do dia ficou por conta de uma cera fria que ganhei de amostrinha da Veet. O que eu queria mesmo era fazer a axila então como nas instruções eles aconselhavam cortar a folha de cera no meio lá fui eu fazer arte. Cortei ela, porém com isso a tesoura entrou em contato com a parte que já tem cera. Ao descolar uma folha da outra, fiz a proeza de grudar a cera aberta na mesa do pc e também no outro pedaço de folha que estava reservado. Com a mão toda grudada ainda tentei colar elas na axila, mas na situação toda não saiu pêlo algum, pelo contrário fiquei com o braço todo grudento.

Não podia jogar fora a amostrinha, entao colei um pedaço em uma perna e outro pedaço na outra, e não é que a cera funciona suuuper bem!!!!! Tudo bem que agora preciso comprar uma caixinha de verdade para depilar todAAAA a perna que ficou só com um pedaço depilado e outros não!!!! =/ Isso sem contar a limpeza da mesa que ficou toda grudenta!!!!

E vcs acham que acabou por aí???? Depois do banho quando entro no meu quarto dou de cara com ela: uma lagartixinha me olhando. E como eu odeio insetos e afins, eu até gosto dessas bichinhas comilonas, mas não dividindo o quarto comigo, neh??? Então chamei o meu vô para dar um jeito na bastardinha… Segundos depois entram no meu quarto meu avô e minha avó cada um com uma vassoura na mão. Só faltou o escudo e as sandálias gladiadoras para eles enfrentarem leões no Coliseu!!!!

Como eu não queria que a bichinha morresse, pedi para meu avô tirá-la de lá e ele com toda a sua elegância bateu na lagartixa que estava perto do teto com o cabo da vassoura. Ela começou a descer e parou na metade da porta, mais uma batidinha e ela quase chegou no chão e saiu do quarto, QUASE, pois ele bateu nela váááárias vezes com a vassoura… mimimi Porém, ao levantar a vassoura, cadê a bichinha????? Ele até procurou no meio das cerdas da vassoura, mas obveeeo que em vão, neh????!!! hihihihi

Daí sei que agora até já acostumei com essa história de viver numa república e ter a bastardinha como minha amiga de quarto, a única coisa é que na hora de pagar o aluguel, a lagartixa some… espertinha, não??? Bem, não pedindo uma indenização para o meu vô, a gente até aceita a companhia dela, neh???


27 ago 2009
Por Cris às 07:34
Dicas, Todos

    Recebi esse texto por e-mail de uma amiga da facú e ela já dizia que achava interessante eu postar no blog, após ler concordei, ele propõe uma reflexão sobre a dualidade do ser humano de uma forma muito gostosa, então, aí vai:

 

Vida Saudável (DANUZA LEÃO)

Não há nada que me deixe mais frustrada
do que pedir sorvete de sobremesa,
contar os minutos até ele chegar
e aí ver o garçom colocar na minha frente
uma bolinha minúscula do meu sorvete preferido.
Uma só.

Quanto mais sofisticado o restaurante,
menor a porção da sobremesa.
Aí a vontade que dá é de passar numa loja de conveniência,
comprar um litro de sorvete bem cremoso
e saborear em casa com direito a repetir quantas
vezes a gente quiser,
sem pensar em calorias, boas maneiras ou moderação.

O sorvete é só um exemplo do que tem sido nosso cotidiano.

A vida anda cheia de meias porções,
de prazeres meia-boca,
de aventuras pela metade..
A gente sai pra jantar, mas come pouco.

Vai à festa de casamento, mas resiste aos bombons.

Conquista a chamada liberdade sexual,
mas tem que fingir que é difícil
(a imensa maioria das mulheres
continua com pavor de ser rotulada de ‘fácil’).

Adora tomar um banho demorado,
mas se contém pra não desperdiçar os recursos do planeta.

Quer beijar aquele cara 20 anos mais novo,
mas tem medo de fazer papel ridículo.

Tem vontade de ficar em casa vendo um DVD,
esparramada no sofá,
mas se obriga a ir malhar.
E por aí vai.

Tantos deveres, tanta preocupação em ‘acertar’,
tanto empenho em passar na vida sem pegar recuperação…

Aí a vida vai ficando sem tempero,
politicamente correta
e existencialmente sem-graça,
enquanto a gente vai ficando melancolicamente
sem tesão….

Às vezes dá vontade de fazer tudo ‘errado’.
Deixar de lado a régua,
o compasso,
a bússola,
a balança
e os 10 mandamentos.

Ser ridícula, inadequada, incoerente
e não estar nem aí pro que dizem e o que pensam a nosso respeito.
Recusar prazeres incompletos e meias porções.

Até Santo Agostinho, que foi santo, uma vez se rebelou
e disse uma frase mais ou menos assim:
‘Deus, dai-me continência e castidade, mas não agora’….

Nós, que não aspiramos à santidade e estamos aqui de passagem,
podemos (devemos?) desejar
várias bolas de sorvete,
bombons de muitos sabores,
vários beijos bem dados,
a água batendo sem pressa no corpo,
o coração saciado.

Um dia a gente cria juízo.
Um dia.
Não tem que ser agora.

Por isso, garçom, por favor, me traga:
cinco bolas de sorvete de chocolate,
um sofá pra eu ver 10 episódios do ‘Law and Order’,
uma caixa de trufas bem macias
e o Richard Gere, nu,
embrulhado pra presente. OK?
Não necessariamente nessa ordem..

Depois a gente vê como é que faz pra consertar o estrago  . . .

 

    E aí, gostaram????



Cris Marques, 24 anos (23/07), jornalista, apaixonada, leonina, louca, bruxa, feliz, namorando, leitora, eclética, roxo, lilás, extrovertida, amiga!!! Mais?



Twitter

Posting tweet...

Powered by Twitter Tools

Lista de desejos Cravo & Canela

Twitpic

Assine nossos feeds!!

Arquivos

Parceiros do HM

Publicidade